• PT_Home 01
  • PT_Home 02
  • PT_Home 03
  • PT_Home 04
  • PT_Home 05
  • PT_Home 06
  • PT_Home 07

Artigos

Estudos de Benchmarking

O projeto Healthy’n Portugal desenvolveu uma profunda análise de benchmarking internacional que ajudou a compreender o mercado, as suas dinâmicas e o seu valor, os fluxos, os principais atores, identificando, interpretando e incorporando o melhor do conhecimento em matéria de Turismo de Médico.

Os estudos de benchmarking suportaram-se:

  • Na análise de mais do que 400 documentos e mais de 350 websites;
  • Em contactos com diversos atores nacionais e internacionais;
  • Na participação em eventos nacionais e internacionais sobre Turismo Médico e Turismo de Bem-Estar;

Contou com a participação do Dr. Neil Lunt da Universidade de York - responsável pelo estudo da OCDE sobre a temática - e do Dr. Uwe Klein da Health Care Strategy International GmbH.

Neste processo, foram realizadas viagens aos EUA e ao Reino Unido, com o objetivo de ter um contacto mais próximo com cada uma das realidades.

Nota: Por decisão do Conselho Superior Estratégico Projeto Healthy’n Portugal, o contexto de desenvolvimento das atividades do projeto, nomeadamente as pesquisas e os estudos, foi o mercado do Turismo Médico, e não o Turismo de Saúde e Bem-Estar.

 

Fichas de mercados

Foi efetuada uma análise de 9 mercados alvo e identificadas as oportunidades de negócio para o setor do Turismo Médico nacional. Complementarmente, foi desenvolvido um estudo sobre a Turquia, considerada como o principal estudo-caso europeu.

Em cada ficha de mercado procurou-se fazer refletir informação relativa a:

  • Caraterização macroeconómica do país;
  • Caraterização do sistema de saúde (coberturas; nível de recursos; listas de espera e preços);
  • Principais fluxos (balança comercial de serviços de saúde e atividades conexas; Inbound; Outbound e, aqui identificar os produtos e destinos procurados e principais motivações; principais atores; turistas em Portugal e expatriados portugueses).

Países em análise:

Nota: Cada um destes documentos de trabalho são uma parte integrante e não editável do “ATLAS DE OPORTUNIDADES PARA  O  TURISMO  DE  SAÚDE E BEM-ESTAR” pelo que se optou por utilizar gráficos, figuras e tabelas no seu formato original, sem reconstrução ou edição.

Atlas de oportunidades para o Turismo de Saúde e Bem-Estar

O objetivo da elaboração de um atlas de oportunidades decorre da necessidade em analisar o mercado – como um todo, e um conjunto de mercados em particular – e apoiar a identificação de janelas de oportunidade para os prestadores portugueses e, a partir daqui, para a restante cadeia de valor deste sector de atividade.

Este documento procura fazer uma síntese das principais informações vertidas, com maior profundidade, em cada ficha de mercado.

Este documento tem como objetivo, ajudar a identificar oportunidades no mercado do Turismo Médico (TM), não pretendendo tomar-se como um documento que contemple orientações estratégicas que apenas poderão existir depois de devidamente integrada a perspetiva da oferta, ou seja, uma análise interna. Está dividido em três partes:

  • Uma primeira parte que procura fazer refletir o comportamento do mercado, a sua dimensão e evolução, a sua estrutura, organização, principais players, fluxos de turistas de saúde e bem-estar, motivações de compra, processo de consumo e critérios de decisão de compra, entre outras variáveis que o caraterizam;
  • Uma segunda parte que resume as informações consideradas como mais relevantes sobre cada um dos países alvo estudados;
  • Termina com um conjunto de conclusões que permitem identificar algumas oportunidades a explorar. Tem como intuito contribuir para o incremento do incoming do turismo médico, com benefícios laterais para a fileira da saúde, da hotelaria e da restauração.
Está em... Home
Footer